Raios e Trovões: Como se proteger em época de chuvas

Com a chegada de março, no Brasil inteiro começa a época de chuvas, e, junto a ela, a ocorrência de raios e trovões se intensifica. Além disso, somos a nação de território com maior incidência de Raios no Mundo. Por isso, é importante tomar medidas de proteção, tanto pessoais, como para a sua residência.

Cuidados Pessoais

Fora de casa

Estando longe da sua residência durante uma chuva já é bastante inconveniente, porém, caso haja a ocorrência de raios e trovoadas, certas medidas de precaução devem ser tomadas.

1. Não fique em áreas abertas

Campos de Futebol, Praias, estacionamentos, e, principalmente, áreas rurais são locais que te tornam um perfeito captor para o raio. Caso esteja nessa situação e não haja escapatória, é recomendado que você fique agachado, com as mãos na nuca e os pés juntos. Não é recomendado que a pessoa deite.

2. Nem todo Veículo te protege de raios e trovões

O fato de ter pneus de borracha em contato com o solo, não garante a sua segurança. Veículos que não possuem capota, como notavelmente motos não te protegem. Aliás, não só te deixam desprotegido, como também  aumentam e muito a chance de ocorrer uma fatalidade. Só para ilustrar, a probabilidade pode aumentar da ordem de 0,8 por milhão para uma em mil.

3. Como se proteger em veículos

Para se proteger quando em um veículo adequado (como carros ou ônibus), algumas medidas devem ser adotadas. Antes de tudo, certifique-se que portas e vidros estejam fechados e não entre em contato, em hipótese nenhuma, com a lataria. Ficar próximo a veículos não é recomendado, visto que aumenta ainda mais as chances de ocorrência de uma fatalidade.

 

Dentro de Casa

Ao estar dentro de casa, sentimos uma sensação de segurança maior, e, às vezes, essa sensação provoca um desleixo e acaba tornando a residência um local ainda mais inseguro. Dados do grupo de Eletricidade atmosférica (Elat) mostram que o segundo local em que mais ocorrem mortes por raio no brasil é dentro de casa. Por isso, certos cuidados são necessários.

 

Infográfico sobre Raios e Trovões no Brasil
Infográfico elaborado pela ELAT com as informações sobre fatalidades em decorrência de raios no Brasil

 

1. Uso de Telefones

Não use telefones fixos com fio, o cabo pode conduzir energia elétrica e te ferir. Do mesmo modo, não use aparelhos celulares conectados ao carregador. Você pode se aprofundar melhor no perigo de utilizar celulares durante a chuva lendo este texto.

2. Objetos Metálicos

Não fique próximo à objetos metálicos de grande porte (como geladeiras). No entanto, objetos metálicos de pequeno porte, como talheres, não oferecem grande risco.

3. Espelhos atraem raios e trovões?

Fique despreocupado com espelhos, eles não atraem raios. A razão deste mito vem do período colonial do Brasil, no qual, espelhos eram sustentados por grandes estruturas metálicas pontiagudas. Em síntese, essas estruturas atraiam os raios, e não o espelho, porém, o mito se perpetuou.

 

Cuidados em seu Edifício

Caso você more em um edifício residencial, e esse tenha um Para-raios, certos cuidados tem de ser tomados afim de manter o seu melhor funcionamento.

Raios e Trovões em edificações
Alguns edifícios recebendo descargas atmosféricas

1. Antenas

Muito cuidado é necessário com as antenas que ficam em cima da edificação, pois é necessário que elas estejam integradas ao Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas (SPDA). Essa conexão deve ser feita através de uma solda especial, e, em lugares que isto não é feito, pode acarretar na antena funcionar como um para-raio, e assim comprometer grande parte das instalações elétricas na ocorrência de uma descarga.

2. Descidas

Onde fica o para raio, é comum ver alguns fios que saem dele e descem pelas fachadas do prédio. Estas são as descidas. O posicionamento delas é muito importante, visto que garantem a segurança dos moradores e o funcionamento devido do SPDA. Por isso, é sempre bom se manter atento se essas descidas estão próximas à janelas, ou se estão distribuídas de forma homogênea.

3. Documentação

Acima de tudo, para saber se o seu para-raios está em dia, basta exigir uma documentação ao seu síndico ou administrador: o Laudo de SPDA. Este Laudo garante que o equipamento está funcionando da forma correta, e que, em eventuais tempestades, o seu prédio estará protegido de raios e trovões.

 

Pronto, agora que você sabe tudo sobre como se proteger, basta colocar essas ações em prática na sua vida, na de seus familiares e amigos. Dessa forma, você colabora cada vez mais para redução de fatalidades relacionadas à descargas atmosféricas.

Por fim, você também pode conscientizar seus amigos e familiares através desse post, ou através da cartilha de proteção contra raios e trovões da Elat, disponível aqui.

 

LEIA MAIS

Por que carros nos protegem de raios?

Danos Advindos da Eletricidade: 3 Dicas Simples para se Proteger

O que acontece quando um raio atinge um para-raios?

Conheça o documento obrigatório a todas edificações

SPDA: Uma fonte de segurança para você

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *