Por que a Geração Fotovoltaica é uma solução viável?

Autores: João Victor e Camila Braz

 

A microgeração fotovoltaica vem se tornando cada vez mais difundida mundialmente. Apesar de ainda pouco conhecida pelo Brasil, os consumidores podem instalar painéis solares fotovoltaicos em seus estabelecimentos, solicitar que sejam ligados à rede de distribuição da concessionária local e utilizar o sistema de compensação de energia.

 

  • O que é o Sistema de Compensação de Energia?

Em poucas palavras, o Sistema de Compensação de Energia é o grande atrativo financeiro da microgeração de energia. Num sistema de microgeração ligado à rede de distribuição, toda a energia excedente produzida pela central geradora será injetada na rede, e essa energia excedente será convertida em créditos de energia (kWh), que serão usados para abater o consumo dos próximos meses (os créditos tem validade de 60 meses).

Abaixo, está uma tabela retirada do caderno temático da ANEEL, que mostra os valores, no período anual, sem o desconto da compensação de energia e com o desconto, e os respectivos valores da fatura de uma residência (baixa tensão).SMXL

  • Um sistema de microgeração fotovoltaica é caro?

Apesar dos altos custos para se instalar um sistema fotovoltaico, a economia que esse advento gera na conta de energia ao longo dos anos confirma que a microgeração é sim uma opção rentável. O sistema começa a gerar lucro, em média, no seu 6º ano de produção. Sabendo que a vida útil das placas é de mais de 25 anos, pode-se concluir que o lucro é garantido. Pelo exemplo da tabela acima, a diferença anual no valor das faturas foi de R$1.937,49. Já pensou, economizar quase dois mil reais por ano, durante vinte e cinco anos?

Diversos incentivos financeiros estão sendo criados para adoção de geradores fotovoltaicos. A exemplo disso, instituições financeiras, como o BNB (Banco do Nordeste), criaram linhas de financiamento especiais para a aquisição dos equipamentos necessários à instalação de sistemas de microgeração.

Além disso, o Governo Federal isentou o PIS e COFINS da energia injetada na rede. E ainda, diversos estados do Brasil, entre eles a Bahia, isentaram o ICMS da energia solar. Ou seja, o valor a ser pago por esses impostos será calculado em cima da energia total consumida da rede, menos a energia injetada.

  • A um passo do futuro

Com painéis solares com vida útil superior a 25 anos, a microgeração fotovoltaica é uma alternativa louvável diante de um cenário onde a auto sustentabilidade é uma necessidade para o futuro. Aliando economia financeira e consciência socioambiental, esse serviço tem grande perspectiva de se tornar uma realidade comum em residências e condomínios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *