Lâmpadas piscando ou enfraquecendo ao ligar o chuveiro elétrico? Entenda o motivo!

Em algumas residências, costuma ser rotineiro: toda vez que alguém usa o chuveiro elétrico no modo mais quente, há uma diminuição na intensidade da luz emitida por uma ou várias lâmpadas. Esse tipo de fenômeno pode acontecer também ao ligar outros equipamentos, tais como forno microondas, máquina de lavar, condicionador de ar, entre outros.

E o que esses equipamentos têm em comum?

Alguns equipamentos, tais como os citados anteriormente, demandam uma potência maior para que funcionem adequadamente. Por conta disso, é necessário que eles recebam uma quantidade de corrente elétrica superior à de outros equipamentos. Devido a essa maior demanda de corrente, a NBR 5410 determina que tais equipamentos devem possuir um circuito elétrico específico para cada um deles, os quais devem comportar as chamadas tomadas de uso específico, sendo uma tomada para cada um desses equipamentos.

Por que esse fenômeno ocorre?

Muitas vezes, no entanto, as instalações elétricas residenciais não respeitam essa especificação da norma e, o projeto elétrico da residência é feito com um dimensionamento errado dos circuitos. O erro costuma ser o de inserir, num mesmo circuito, equipamentos que demandam tomadas de uso específico e outros que não, como lâmpadas e tomadas de uso geral.

Esse é o mais frequente motivo para a intensidade de algumas lâmpadas diminuírem no momento em que o chuveiro elétrico é ligado. Como os equipamentos, dentro de cada circuito, são montados em paralelo, a corrente que chega tem que se dividir para alcançar cada um deles. Neste caso, as lâmpadas estão no mesmo circuito que o chuveiro e, enquanto este está desligado, as lâmpadas funcionam adequadamente, pois a corrente está fluindo somente para elas; no entanto, no instante da ligação do chuveiro, a corrente se divide de modo que a grande maioria dela vai em direção ao chuveiro, pois este exige muita corrente. Quando isso ocorre, as lâmpadas ficam com escassez de corrente e operam de modo menos eficiente.

Esse tipo de problema é mais perceptível com as lâmpadas, devido a facilidade em perceber a variação de sua intensidade, mas pode acontecer com tomadas também. Por exemplo, imagine um circuito que comporta duas tomadas de uso geral e em uma delas está ligado um ventilador. Caso seja conectado um ferro elétrico em uma das tomadas, provavelmente será perceptível notar a diminuição da intensidade do ventilador por conta da corrente que foi “roubada” pelo ferro.

Como consequência desse mal dimensionamento dos circuitos, é possível que os moradores dessas residências tenham alguns problemas e um deles é que a vida útil das lâmpadas pode cair muito, fazendo com que seja necessária uma troca das lâmpadas numa frequência muito maior do que o esperado. O mesmo vale para outros tipos de equipamentos que estão ligados no mesmo circuito do chuveiro, fazendo com que eles tenham uma maior chance de queima. Além disso, é possível que haja um aumento no valor da fatura de energia elétrica devido às perdas por aquecimento dos cabos.

Como lidar com o problema:

Para superar esse tipo de problema, é fundamental que seja feito um melhor dimensionamento do circuito por meio de uma reforma e reestruturação da rede elétrica residencial, de modo a garantir que existam circuitos exclusivos para chuveiros ou outros equipamentos que demandem isso; uma outra opção é um circuito exclusivo para iluminação e outro para tomadas de uso geral.

Muitos erros podem ocorrer na confecção de um projeto de instalação elétrica e é imprescindível que tanto a NBR 5410 quanto as normas das concessionárias sejam seguidas. Desse modo, será possível evitar esse e outros tipos de problemas em uma instalação, garantindo, assim, segurança, melhor funcionamento e maior vida útil dos equipamentos que nela estão conectados. Esse tipo de serviço deve ser realizado por um profissional especializado ou empresa de engenharia elétrica e é de suma importância verificar a aptidão e profissionalismo deste para, assim, evitar transtornos futuros.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *