Dispositivos de Proteção contra Surtos (DPS) podem evitar tragédias

Você sabia que seus equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos podem estar sujeitos ao risco de serem danificados ou queimados se não contarem com a devida proteção? Se você pensa que apenas os disjuntores são o suficiente para protegê-los, está enganado. Isso porque os disjuntores atuam como um interruptor, abrindo o circuito no caso de um curto-circuito ou sobrecarga, impedindo um possível incêndio; eles não fornecem proteção contra surtos elétricos.

Mas o que é um surto elétrico?

Um surto é a elevação abrupta da tensão na rede elétrica em um período curto de tempo. Esta sobretensão é conduzida pela rede e atinge todos os dispositivos conectados à ela, podendo ocasionar a diminuição da vida útil, o danificamento ou até mesmo a perda dos equipamentos.

Os surtos elétricos são causados, normalmente, devido a três situações:

  1.  Descargas atmosféricas
    Mesmo que um raio não incida diretamente sobre a rede elétrica, mas a quilômetros de distância, sua incidência produz ondas eletromagnéticas que se propagam pelo ambiente e ocasionam distúrbios ao se encontrarem com as linhas de transmissão da rede.
  2. Liga/Desliga de máquinas
    Os surtos elétricos ocasionados pelo liga/desliga de grandes motores, como os de elevadores de prédios, ou até mesmo os de aparelhos de ar condicionado ou máquinas de lavar, ocorrem, na maioria das vezes, cotidianamente em residências ou estabelecimentos comerciais. Sempre que um destes motores é ligado à rede, um surto elétrico é gerado e pode ocasionar danos de curto, médio ou longo prazo aos equipamentos.
  3. Quedas de energia
    Outra situação onde ocorre o surto elétrico é a queda de energia. Quando há quedas de energia (perda total de energia elétrica em uma determinada área), ocorrem surtos tanto na queda em si quanto no religamento.

E como se proteger dos surtos elétricos?

Para proteger-se corretamente dos surtos elétricos, devem ser utilizados Dispositivos de Proteção contra Surtos (DPS). Esses dispositivos atuam detectando a sobretensão com antecedência e desviando-as para o sistema de aterramento antes que cheguem aos aparelhos.

Existem três classes de DPS: a Classe I é designada para proteger equipamentos de descargas atmosféricas diretas que incidam sobre a rede. A Classe II é designada para proteger os equipamentos dos efeitos indiretos das descargas atmosféricas (correntes induzidas). Por fim, a Classe III é utilizada para proteção fina dos equipamentos e é instalada próximo a eles.

Existem também diversos tipos de DPS que podem ser instalados em lugares diferentes. Alguns são instalados próximos ao quadro de cargas, outros são instalados próximos aos equipamentos conectados diretamente à rede elétrica, de telefonia ou de dados.

Caso deseje se prevenir dos surtos elétricos, certifique-se de ter instalado em sua residência os Dispositivos de Proteção contra Surtos antes que ocorra uma tragédia. Não temos como saber com precisão, por exemplo, quando haverá descargas atmosféricas, muito menos quando essas descargas serão fatais para os equipamentos.

E, caso esteja interessado em se proteger desses danos provenientes das descargas atmosféricas e dos surtos elétricos, clique aqui.

Um comentário em “Dispositivos de Proteção contra Surtos (DPS) podem evitar tragédias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *