Por que carros nos protegem de Raios?

Os carros hoje em dia têm centenas de funções, algumas mais óbvias como nos levar do ponto A ao ponto B até algumas mais desnecessárias como aquecedores de banco (no Brasil?! Fala sério BMW!). Brincadeiras à parte os carros podem assumir uma função muito importante durante tempestades – nos proteger dos raios. No Brasil essa particularidade é ainda mais significante pois é o país com a maior incidência de raios do mundo!

A Física por trás:

Indo contra crença popular o que nos protege das descargas atmosféricas não são os pneus de borracha, os quais apenas explodiriam com a voltagem que uma tempestade pode gerar. O verdadeiro fenômeno que pode salvar sua vida é uma técnica conhecida pelos engenheiros eletricistas chamada de “Gaiola de Faraday”. Em uma gaiola de Faraday o campo elétrico interno de um objeto é zero devido a natureza condutora da superfície, espalhando as cargas na parte exterior e anulando o campo na parte interna. No caso do carro a “lataria” é a superfície condutora responsável e o interior do carro tem seu campo elétrico anulado. Porém, muita atenção: os veículos não são gaiolas de Faraday perfeitas, afinal seu celular opera através de campos elétricos e você consegue realizar ligações dentro do carro, o que seria impossível dentro de uma gaiola de Faraday perfeita. Então, é importante se distanciar das janelas, abaixar a cabeça e esperar a chuva passar.

Como se proteger ainda mais:

Outra forma de se prevenir de raios é através de um sistema de proteção contra descargas atmosféricas (SPDA). Esse projeto traz dezenas de medidas de segurança como para-raios, aterramento, gaiolas de Faraday, etc. A EletroJr vem há 16 anos tornando Salvador mais segura através de seus projetos de segurança como esse. Agende um orçamento gratuito pelo site.

Veja mais sobre o assunto:                                                                                                                                                            Como manter seu para raios em dia?        O que acontece quando um raio atinge um para-raios?                     Os perigos de não ter um laudo de para-raios

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *